quinta-feira, 1 de outubro de 2009

CRESCENDO PARA OS LADOS - OS DESAPOSENTADOS

Não, não estamos falando de baixinhos gordos e glutões ou de pessoas que ao se aposentarem se entregam ao vício da gula e da ociosidade. Nosso tema é um fenômeno mundial com visível destaque na população brasileira: o aumento do número de idosos em plena forma.

Basta olhar os dados de transição demográfica no Brasil e veremos que, além de diminuir a taxa de fecundidade, isto é, o nascimento de novos rebentos, o número de idosos no Brasil está crescendo muito.

Portanto, na pirâmide gráfica do IBGE vemos que reduziu a base de jovens e aumentou a faixa da população mais velha, com uma forte tendência de crescimento para os lados, do número de pessoas com mais de 60 anos que se preparam para a aposentadoria.

Muitas dessas pessoas querem curtir o merecido ócio de pernas pro ar, em algum lugar bucólico do planeta. Outras querem, enfim, tirar os sonhos da gaveta e partir para o negócio próprio com que sempre sonharam; talvez andar de moto pela estrada afora ou, quem sabe, se dedicar a algum trabalho voluntário.

Por essa razão, a preparação da aposentadoria desse enorme contingente de pessoas com plena disposição para trabalhar ou para curtir a vida, vem sendo vista como um forte estímulo nas relações trabalhistas e os planos de saúde mais uma vez estão diante da possibilidade de inovação, adotando estratégia idêntica para conquistar seus clientes e em última análise, reduzir seus custos.

Sempre é tempo de começar!

Josué Fermon é Consultor em Saúde Suplementar

www.fermon.com.br

 

Um comentário:

Néveo disse...

Sr.Josué Fermon. Belíssimo blog na aparência e rico em conteúdo. Quero informá-lo que venho usando este termo DESAPOSENTADO em meu profile do Orkut. Criei dias atraz uma Comunidade (tenho 4)com o título DESAPOSENTADOS? SIM,SIM!
Comunico VV.SS. que postei seu Artigo referente a este assunto neste meu blog, na sua íntegra constando naturalmente seus créditos e endereço deste Site. Assim os que participam da Comunidade poderão também se beneficiar de suas orientações.
Muito Obrigado.
Triplice Abraço e Paz Profunda, Néveo.
(Sou um "jóvem" de 74 anos, Desaposentado da Universidade de São Paulo, Setor de Cartografia. Atualmente, Radioamadorismo e Informática).